Breve história da raça

Esta raça é oriunda dos bosques da Noruega, país conhecido pelas suas montanhas e florestas com Verões amenos e Invernos longos e rigorosos. Foi neste ambiente que o Bosque da Noruega (ou Norsk Skogkatt como é conhecido no seu país natal) se desenvolveu e num ambiente tão rigoroso como este, só os mais fortes sobreviveram. Assim, esta raça é o resultado de uma selecção natural determinada pelas condições da natureza.

Ao longo dos tempos estes felinos foram adaptando-se a este meio selvagem mas dado o seu carácter doce e afável nunca se separaram dos seres humanos e aos poucos começaram a fazer parte das suas casas, quintas, lendas e folclore.
Dizem-se terem sido companheiros dos Vikings, de deuses e de fadas. Em meados do século XX, com a expansão urbana da Noruega a raça ficou ameaçada de extinção o que motivou alguns criadores a tentar salvá-la.

Assim, em 1975 o Norwegian Forest Cat Club foi fundado com o objectivo de preservar e desenvolver a sua criação decretando-a como a raça nacional deste país. O seu standard foi estipulado à imagem e semelhança de um gato – Pan’s Truls.
Em 1976 os Bosques da Noruega foram reconhecidos pela FIFe, altura em que o Bosque começou a sua conquista pelo mundo.
Estes gatos vivem ainda hoje nas florestas da Noruega, Suécia e Finlândia. A sua introdução no nosso país é recente, tendo o primeiro Bosque da Noruega chegado a Portugal em 1989.

Pans's Truls

Pans’s Truls

12 de novembro de 1987

Scroll Up